F1: HAMILTON VENCE NO BRASIL E MERCEDES CONQUISTA 5.º TÍTULO CONSECUTIVO DE CONSTRUTORES

Brasil. Lewis Hamilton foi o vencedor da 20.ª prova do Campeonato Mundial de Fórmula 1 que teve lugar este fim-de-semana no autódromo José Carlos Pace, em Interlagos, São Paulo, Brasil.
O piloto inglês da Mercedes tinha conseguido a pole position – 1’07.281s –, a décima da temporada, ao ter sido o mais rápido na sessão de Qualificação para o penúltimo grande prémio de 2018. Com esta pole position Lewis Hamilton entrou também para o quadro de pilotos que conquistaram a 100.ª pole position da Mercedes na F1, juntando o sue nome ao Juan Manuel Fangio, Valtteri Bottas, Stirling Moss ou Nico Rosberg.
Festa na Mercedes que consegue o título do mundial de pilotos e…

Lewis Hamilton garante também o título de Construtores à Mercedes.


O segundo a cortar a linha de meta foi Max Verstappen (Red Bull Racing).

E em terceiro classificou-se Kimi Raikkonen (Ferrari).

Veja a festa no pódio:

A corrida foi preenchida com algumas surpresas. Desde logo no arranque, a maior surpresa foi de Charles Leclerc (Sauber) que subiu ao sexto lugar, enquanto na frente Lewis Hamilton arrancava bem, seguido pelo companheiro de equipa Valtteri Bottas que surpreendeu Sebastian Vettel (Ferrari) que detinha a segunda posição na grelha de partida.

Mais surpresas. Max Verstappen sobe ao terceiro lugar surpreendendo os dois Ferrari, numa altura em que Lewis Hamilton, na frente, amealhava alguma vantagem e deixava Max Verstappen e Valtteri Bottas na luta pelo segundo lugar.
Mas, nada estava decidido a prova estava no início e muito ainda estava para acontecer.
Por altura da 19.ª volta começa a ida às boxes. Os Mercedes são primeiros e caem para a sétima (Lewis Hamilton) e nona (Valtteri Bottas) posições. Também a Ferrari chama os seus carros para troca de pneus. Algumas voltas mais tarde (36.º) é a vez do Red Bull de Max Verstappen ir às boxes e no regresso à pista fica atrás de Lewis Hamilton que seguia na segunda posição, numa altura que Daniel Ricciardo comandava a corrida.
Apenas quatro voltas passadas e mais surpresas. Max Verstappen ultrapassa Lewis Hamilton. Momento de ‘forcing’ do Red Bull que mostrou melhor andamento e de uma assentada, embora momentaneamente, os dois carros da Red Bull Racing estão nos dois primeiros lugares da corrida com Daniel Ricciardo no comando.

 

Mas, as surpresas não param… Quando Max Verstappen se preparava para posicionar-se como líder da corrida, a esperança desapareceu ao envolver-se num toque com Esteban Ocon (Racing Point Force India) quando este tentava recuperar uma volta ao líder. Da colisão entre os dois pilotos resulta que Lewis Hamilton rapidamente regressa à liderança da prova.
Nas voltas seguintes Max Verstappen tudo fez para recuperar posição mas o inglês da Mercedes não deu hipóteses ao holandês que teve de se contentar com o segundo lugar do pódio.
O corolário da corrida é que com este resultado a Mercedes conquista o 5.º campeonato consecutivo de Construtores, que junta ao de Pilotos obtido por Lewis Hamilton no Grande Prémio do México.

A última prova do Campeonato do Mundo de Fórmula 1 realiza-se em AbuDhabi, de 23 a 25 de novembro.

Curiosidade:

Já sabemos que na F1 os movimentos nas boxes são precisos e treinados até à exaustão para que tudo saia perfeito. Em Interlagos, no Brasil, a Ferrari tornou-se na primeira equipa desde a Williams em 2016, a fazer um pit stop abaixo dos 2 segundos. Não acredita, veja aqui;

Classificação Corrida

Classificação Mundial de Pilotos

Classificação Mundial de Construtores

#TablierMagazine
Fonte: F1.com | Fotos/Vídeo: F1 Twitter

Related posts