PNEU OXYGENE DA GOODYEAR PENSADO PARA MOBILIDADE URBANA MAIS LIMPA

A Goodyear apresentou no 88.º Salão Internacional do Automóvel a sua visão para uma mobilidade mais limpa. Trata-se do Oxygene, um protótipo de pneu que conta com musgos vivos na parede lateral e que, segundo a empresa «dá, literalmente, vida ao futuro da mobilidade, ao ser uma visionária solução para uma mobilidade urbana mais limpa, conveniente, segura e sustentável».

O protótipo, Oxygene possui uma estrutura única que conta com musgos vivos que crescem dentro da parede lateral. Esta estrutura aberta e o desenho inteligente da banda de rolamento do pneu absorvem e fazem circular a humidade e a água da superfície da estrada, permitindo que ocorra a fotossíntese e, assim, a libertação de oxigénio para o ar.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), mais de 80% da população que vive em áreas urbanas em que se mede a contaminação do ar estão expostas a níveis de qualidade do ar que excedem os limites estipulados pela OMS.

Redução do desperdício de materiais

“Com a previsão de que mais de dois terços da população mundial viva em cidades em 2050, a procura por redes de transporte em ambientes urbanos aumentará substancialmente”, afirmou Chris Delaney, presidente da Goodyear Europa, Médio Oriente e África, que acrescenta “Uma infraestrutura e um transporte mais inteligentes e ecológicos serão cruciais para enfrentar os desafios mais prementes da mobilidade e do desenvolvimento urbanos”.

Inspirado nos princípios da economia circular, com ênfase na redução do desperdício de materiais, nas emissões e na perda de energia, o protótipo Oxygene de Goodyear está concebido para integrar-se na perfeição na paisagem urbana do futuro, apresentando várias soluções de desempenho:

Limpar o ar que respiramos: o Oxygene absorve humidade da estrada através da sua banda de rolamento exclusiva, e inala CO2 do ar para alimentar o musgo da sua parede lateral, libertando oxigénio através da fotossíntese. Numa cidade idêntica em tamanho à Grande Paris, com cerca de 2,5 milhões de veículos, isto significaria gerar praticamente 3000 toneladas de oxigénio, e absorver mais de 4000 toneladas de dióxido de carbono, por ano.

Reciclagem de pneus gastos: o Oxygene apresenta uma construção não pneumática impressa em 3D com pó de borracha proveniente de pneus reciclados. A estrutura leve e amortecedora proporciona uma solução duradoura e imune aos furos, concebida para prolongar a vida útil do pneu e minimizar as questões de serviço, garantindo uma mobilidade sem preocupações. Segurança adicional é garantida pela estrutura aberta do pneu, que melhora a aderência em piso molhado ao ajudar a absorver a água da banda de rolamento.

Gerar a sua própria eletricidade: o Oxygene recolhe a energia gerada durante a fotossíntese para alimentar os seus próprios componentes eletrónicos, incluindo os sensores de bordo, uma unidade de processamento de Inteligência Artificial e uma faixa de luz personalizável no flanco do pneu, que muda de cor, alertando os utilizadores e peões para manobras a realizar, como mudanças de faixa ou travagem.

Comunicação à velocidade da luz: o Oxygene utiliza um sistema de comunicações de luz visível, o LiFi, para uma conectividade móvel de alta capacidade à velocidade da luz. O LiFi permite ao pneu ligar-se à Internet de Todas as coisas, garantido a partilha de dados entre veículos (V2V) e entre o veículo e a infraestrutura (V2I), fundamental para os sistemas de gestão de mobilidade inteligente.

 

Tablier Magazine

Fonte: Goodyear

Related posts