A VISÃO DA TOYOTA PARA O FUTURO DA MOBILIDADE

Electrificação, hibridização, mobilidade sustentada, condução autónoma, Inteligência Artificial (AI) são conceitos que começam, cada vez mais, a invadir o nosso quotidiano. Se o conceito de automóvel híbrido em poucos anos deu espaço a que o “poder” da eletrificação começasse a ganhar terreno (leia-se quota de mercado, ainda que residual), com as marcas a apostarem forte na concepção de veículos movidos a eletricidade acumulada em baterias, a implementação de condução autónoma é o próximo passo.

Existem exemplos, um pouco por todo o mundo, de marcas que há anos estão empenhadas no aperfeiçoamento da condução autónoma. A realidade é que alguns automóveis já usam sistemas de ajuda à condução com a classificação “nível 2”. E o que há 10 anos parecia impossível, ou pelo menos difícil de alcançar num curto espaço de tempo, é já realidade hoje. E o futuro é ali ao virar da “esquina”.

Todos os dias somos confrontados com notícias com origem nos grandes grupos automóveis dos avanços alcançados. Os testes em ambiente real de automóveis que circulam sozinhos, orientados pela “nuvem” em estradas europeias ou norte-americanas são exemplo de que dentro de poucos anos, e com o evoluir e aplicação da competente regulamentação que assiste a este tipo de veículos, seremos confrontados com a possibilidade de aquisição de automóveis autónomos.

Automóveis autónomos que na sua maioria, e a fazer crer pelo que vemos no presente, utilizarão a electrificação como propulsão preferencial. Ganham as cidades, o ambiente, e todos nós.

Neste contexto damos conta da visão da Toyota para o futuro da mobilidade nas cidades, a propósito da apresentação no 88.º Salão Internacional do Automóvel de Genebra de um conjunto de modelos que se enquadram no programa de desenvolvimento de veículos eletrificados, que se propôs dinamizar no final de 2017 com o anúncio da «intenção de aumentar o ritmo do desenvolvimento de veículos eletrificados, visando mais de 5,5 milhões de vendas por volta de 2030». Segundo a marca nipónica a previsão é de que «mais de um milhão destes veículos deverão ser 100% elétricos (BEV – Battery Electric Vehicles) ou a pilha de combustível (FCEV – Fuel Cell Electric Vehicles) com zero emissões.

A série de veículos 100% elétricos (BEVs) Concept-i e o veículo elétrico a pilha de combustível (FCEV) TOYOTA FINE-Comfort Ride demonstram como novas tecnologias podem ser usadas para aumentar o alcance da mobilidade pessoal e ajudar a construir uma sociedade sustentável.

Vejamos então as propostas da Toyota para a mobilidade do futuro.

Toyota CONCEPT-i

Trata-se de modelo de quatro rodas que usa AI e atua como um parceiro que entende as pessoas. Combina tecnologia que entende as pessoas (Aprender) com condução autónoma e a tecnologia de Agente e proporciona aos condutores segurança e tranquilidade (Proteger) e experiências de condução divertida (Inspirar). Foi desenhado com uma silhueta projetada para a frente e um avançado HMI (interface homem-máquina) para uma nova experiência de utilização, incluindo a interação com um Agente. A Toyota prevê iniciar testes de estrada de veículos equipados com algumas das funções deste concept por volta do ano 2020.

Veja a Galeria de Fotografias:

previous arrow
next arrow
PlayPause
Slider

Veja o vídeo:

Toyota CONCEPT-i RIDE

É um veículo pequeno para uso universal baseado no conceito de mobilidade de fácil utilização em cidade. As portas em asa de gaivota, o banco de deslizamento universal e o controlo por joystick permitem uma utilização fácil por parte de pessoas em cadeiras de rodas. As funções de condução autónoma e a configuração dos bancos permitem que qualquer pessoa possa conduzir esta viatura com segurança e em segurança. Foi pensado para integrar sistemas de partilha de veículos.

Veja a Galeria de Fotografias:

previous arrow
next arrow
PlayPause
Slider

Veja o vídeo:

Toyota CONCEPT-i WALK”

Com caraterísticas de veículo compacto de mobilidade está vocacionado para uso em zonas pedonais e equipado com uma função de condução autónoma, aumentando a amplitude de movimentos das pessoas com segurança e em segurança. Possui três rodas e uma distância entre-eixos variável, função de controlo de direção e piso baixo para fácil utilização. Segundo a marca é adequado para serviços partilhados, por exemplo em locais de lazer e ao ar livre.

Veja a Galeria de Fotografias:

previous arrow
next arrow
PlayPause
Slider

Veja o vídeo:

Toyota FINE-COMFORT RIDE

O FINE-COMFORT RIDE é um concept de um futuro automóvel alimentado por uma pilha de combustível a hidrogénio com motores elétricos nas rodas, permitindo uma condução isenta de emissões nocivas e uma autonomia de cerca de 1000 km. A motorização permite um interior espaçoso com disposição flexível de bancos e está equipado com uma função de Agente e um ecrã táctil a que todos os ocupantes têm acesso. A carroçaria é diferenciadora em forma de diamante que se estreita em direção à parte traseira.

Veja a Galeria de Fotografias:

previous arrowprevious arrow
next arrownext arrow
PlayPause
Slider

Foi concebido como uma “nova forma de automóvel topo de gama” com um tipo de configuração flexível apenas possível em veículos movidos por energia elétrica.

Apresentado na Europa pela primeira vez no Salão Internacional do Automóvel de Genebra, o veículo oferece um excelente desempenho ambiental, não produzindo emissões de CO2 ou “substâncias preocupantes” (SoC) quando conduzido. É fácil de utilizar, tendo uma dilatada autonomia de condução e um reduzido tempo de reabastecimento de hidrogénio, a rondar os três minutos.

O habitáculo em forma de diamante aumenta a largura da frente para o centro, antes de estreitar para trás. Desta forma o espaço para os bancos da segunda fila é maximizado, permitindo um design aerodinamicamente eficiente.

Veja o vídeo:

Fonte: Toyota Caetano Portugal (especificações dos veículos)

Related posts