CARLOS SAINZ ESTREOU-SE NO RALLYE DE MONTE-CARLO 2018

Carlos Sainz, piloto da equipa Renault Sport Formula One, estreou-se hoje (28 de Janeiro) no Campeonato do Mundo de Ralis, na etapa final do Rallye de Monte-Carlo 2018.

O jovem espanhol de 23 anos seguiu as pisadas do seu pai campeão do mundo, Carlos Sainz, ao «volante do novo Renault Mégane RS para enfrentar a última etapa do icónico rali. Carlos fez o percurso com o automóvel VIP e verificou o estado do percurso de 13,58km SS17 La Cabanette-Col de Braus etapa que atravessou os Alpes-Marítimos em torno do Principado do Mónaco», revelou o Grupo Renault em comunicado.

O palco, que foi a etapa final do «rali de abertura da temporada de WRC em 2018, começou a 1.400 m acima do nível do mar e desceu através de uma série de curvas apertadas antes de subir novamente sobre a alta montanha e terminou no Col de Braus». O novo Renault Mégane RS foi equipado com pneus de neve com pregos que ajudaram Carlos Sainz a negociar a condição da estrada gelada e escorregadia.

A marca francesa tem um longo historial de vitórias no Rallye de Monte-Carlo. Um Renault privado ganhou a edição de 1925, e um Renault Nervasport conseguiu a vitória em 1935. Jean Ragnotti venceu a prova em 1981 ao volante de um Renault 5 Turbo, enquanto, este ano marca o 60.º aniversário da vitória (1958) de Jacques Féret e Guy Monraises, ao volante de um Dauphine Spéciale.

Carlos Sainz, pai, ganhou o Rallye Monte-Carlo por três vezes, em 1991, 1995 e 1998 e o título de piloto do Campeonato Mundial de Ralis em 1990 e 1992.

A propósito desta sua estreia no mítico Rallye de Monte-Carlo, Carlos Sainz afirmou:“ Isto foi muito especial. Eu sonhei em fazer isto muitas vezes na minha vida e agora, graças à Renault, tornou-se realidade. O carro estava realmente bom. Tinha diferentes modos de condução que testei para ficar totalmente confortável. Tinha o modo de corrida, o modo sport e controlo de tração para ajustar. A direção muito precisa e a suspensão rígida para as sequências sinuosas. Foi uma experiência fantástica – bastante escorregadio em alguns pontos para ter a experiência completa de Monte Carlo! O meu pai apenas me disse para ir com cuidado, mas diverti-me muito. Obrigado a todos pela oportunidade”.

Por seu lado, Patrice Ratti, diretor-geral, da Renault Sport Cars disse que “oito meses depois da aparição camuflada no Grande Prémio do Mónaco, o novo Mégane RS fez outra saída pública, desta vez nas estradas do 86.º Rallye de Monte-Carlo, antes da comercialização em fevereiro. Não poderíamos ter sonhado com uma configuração melhor para mostrar as qualidades do novo Renault Mégane RS, incluindo o chassi ‘melhor da classe’, que liga o desempenho, a agilidade e a estabilidade e design inspirado na competição. Estou particularmente orgulhoso do piloto da Renault Sport Formula One, Carlos Sainz, que também é ex-campeão da Fórmula Renault, por nos emprestar o seu talento para esta corrida de demonstração. A sua participação expressa os estreitos vínculos que unem a nossa linha desportiva à Renault Sport Racing”.

Também Carlos Sainz, pai do jovem piloto, mostrou o seu contentamento pela participação do filho no Rallye de Monte-Carlo ao expressar: “estou muito feliz pelo Carlos ter experimentado um evento tão lendário. Monte Carlo foi, e ainda é, uma corrida muito especial para todos os fãs de corridas de automóveis. Carlos conduziu carros de rali antes, mas experimentar as estradas desse evento específico é diferente. Dei-lhe algumas dicas, mas o mais importante foi ‘divertir-se’”.

Ogier vence Rallye de Monte-Carlo 2018

Sébastien Ogier e Julien Ingrassia venceram o 86.º Rallye Monte-Carlo num Ford Fiesta WRC. Trata-se da sexta vitória do piloto no Mónaco. Em segundo lugar ficou o estoniano Ott Tanak e Martin Järveoja em Toyota Yaris WRC e em terceiro lugar ficou o finlandês Jari-Matti Latvala e Miikka Anttila, também em Toyota Yaris WRC.

Related posts